Jubepar

 

FAMÍLIA É TUDO | Pr. Diego Bravin

Esse é o tema que será trabalhado pela Juventude Batista Brasileira durante o ano de 2012, o assunto norteara todas as ações da JBB. Vivemos em um mundo cada dia mais frio de relacionamentos e infelizmente isso tem sido experimentado dentro dos lares, chega na sociedade uma epidemia que tem desestruturado uma geração, o que se pode notar é que os pais conhecem menos seus filhos e os filhos tem ainda menos interesse de serem amigos de seus pais.Em algumas pesquisas realizadas pela área de educação no pais a uma dificuldade muito grande em ensinar as crianças desse tempo porque os educadores se esbarram com a falta de educação que precisa vir de berço e não ser aprendido na escola. [continue lendo...]

REPENSANDO SEU MINISTÉRIO DE ADOLESCENTES | Nícolas Bastos

Antigamente os adolescentes eram tratados como a igreja do futuro. Por este motivo eram como que “embriões” de crentes, preparando-se para o que viriam a ser. Motivadas por este pensamento, muitas igrejas sempre trataram seus adolescentes como garotos-problemas, que só gostam de agito, oba-oba e coisas do tipo, considerando-os insignificantes para o crescimento da igreja, afinal, seriam importantes somente no futuro. Esta história está mudando. Com a modernidade veio o amadurecimento mais veloz. Os adolescentes de hoje não são mais como os de 10 anos atrás. Na escola descobrem coisas do “arco da velha”, pois tudo é tratado de forma direta, sem rodeios. [continue lendo...]

FORTALECENDO SEU MINISTÉRIO DE JUVENTUDERoberto Bottrel

Toda igreja se emociona quando, durante um culto de domingo, adolescentes e jovens dirigem o louvor, dão testemunho e às vezes até pregam. Mas na hora de conseguir os líderes adultos para liderá-los, a maioria diz que não tem chamado, não tem jeito para esta faixa etária e outras tantas desculpas. Acaba sobrando para alguém que estava meio distraído na hora e aí não tem mais jeito de se safar… [continue lendo...]

DEUS E A JUVENTUDE | Alex Ferreira

A vida é feita de fases responsáveis pelo nosso crescimento. Quando nascemos apenas sentimos o ambiente, e identificamos primeiramente nossos pais pelo cheiro e pelo som. Começamos a entender a linguagem através do “chorar”, pedindo auxilio para fome, sede, sono através deste som. [continue lendo...]